9.26.2009

Lampião,Herói ou bandido?


12

Expressões usadas para se referir ao cangaceiro
condensam idéias que estão na memória dos sertanejos


Lampião no imaginário popular

LUIZ SUGIMOTO

A professora Geralda de Oliveira Santos Lima, autora do estudo: mergulho na história para contextualizar o cangaço (Foto: Antoninho Perri)O rei do cangaço, o general do nordeste, o governador do sertão, o bandido ousado do sertão, o cangaceiro malvado, o famoso cangaceiro: processos referenciais na construção da memória social sobre Lampião. Este é o longo título da tese de doutorado de Geralda de Oliveira Santos Lima, apresentada no Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Unicamp, sob orientação da professora Anna Christina Bentes da Silva.

Cangaceiro trabalhou imagem pública

O título seria mais extenso se a autora mantivesse o original, que incluía atributos depreciativos a Virgulino Ferreira da Silva, como “um bandoleiro vingativo”, “um homem perverso” e “um bandido muito cruel”. E poderia prosseguir com muitas referências a favor e contra: “a majestade do cangaço”, “o comandante cangaceiro”, “o estrategista”; ou “o cangaceiro sanguinário”, “o terror do nordeste”, “um bicho”.

“No meu trabalho, toda a análise se dá em torno destas expressões, que na lingüística classificamos como referenciais. São expressões que permeiam as narrativas das pessoas e possibilitam a reconstituição de acontecimentos passados. Toda a imagem de Lampião pôde ser construída a partir delas, visto que trazem grande quantidade de informações sobre o cangaço e seu maior personagem”, explica a autora.

“Tratam-se de expressões ‘encapsuladoras’, pois condensam idéias que estão na memória da população. Lampião tinha duas faces, atraindo olhares positivos e negativos. Para compreender e justificar por que ele era chamado, por exemplo, de ‘o governador do sertão’ sem nunca ter sido político, foi preciso mergulhar na história e contextualizar o cangaço”, complementa a professora Anna Bentes, que orientou a tese.

Lampião em três situações, em fotografias de B. Abrhão: segundo a pesquisadora, distribuição de produtos saqueados ajudou a construir a fama de “defensor dos pobres” (Foto: Reprodução)Professora de língua portuguesa na Universidade Federal de Sergipe (UFS), em Aracaju, Geralda Lima é natural do sertão sergipano. “Cresci ouvindo as histórias de Lampião, que muito me impressionavam e que o povo de lá nunca esquece. Em 2001, dentro de um projeto da universidade para qualificação de professores da rede estadual, surgiu a proposta de estudar o português falado na zona rural”.

Foram ouvidos então 36 moradores de Nossa Senhora da Glória, cidade que estava na trajetória de Lampião até a vizinha Poço Redondo, onde ele foi emboscado e morto junto com Maria Bonita, na Grota do Angico, em 28 de julho de 1938. Entre uma e outra investida por Lampião em três situações, em fotografias de B. Abrhão: segundo a pesquisadora, distribuição de produtos saqueados ajudou a construir a fama de “defensor dos pobres” (Foto: Reprodução)outras localidades do Nordeste, ele se escondeu por dez anos na região.

“Como o objetivo da pesquisa era verificar alguns aspectos na variação do português, os entrevistados tinham a liberdade de discorrer sobre o tema que quisessem. Chamou a atenção, na história de vida das pessoas, a referência constante a Lampião. Sua figura vinha à memória de quase todos, sem que eu sequer mencionasse seu nome”, recorda a autora.

O contexto – Geralda Lima lembra na tese que os cangaceiros surgiram devido a uma grande seca que flagelou o Nordeste na década de 1870, fomentando invasões e saques a vilas e fazendas. “Com base em historiadores como Eric Hobsbawn, compreendemos o fenômeno do banditismo como uma forma primitiva de protesto social organizado. Por isso, em muitas sociedades, os pobres percebem o bandido como seu defensor, idealizando-o e transformando-o num mito”.

O período sob o comando de Lampião, de 1922 a 1938, é considerado como “o ciclo mítico do cangaço nordestino”, em que as façanhas dos cangaceiros eram exaltadas nos versos dos cantadores de feira e na literatura de cordel. Virgulino possuía dom semelhante ao do cantador: antes da vida bandida, viajava com o pai pelo sertão, como almocreve (condutor de bestas), transportando cargas e notícias.

Segundo a pesquisadora, foi como almocreve que Virgulino conheceu as futuras estradas do cangaço e estabeleceu relações de conhecimento e amizade, construindo o cenário no qual viria a atuar como Lampião. Entrou ainda adolescente no bando do respeitado Sinhô Pereira, que ao decidir deixar o cangaço em 1922, não hesitou em nomeá-lo seu sucessor, quando este tinha apenas 25 anos.

Sinhô Pereira anteviu o mito, definindo o pupilo como o mais inteligente, o mais hábil e o mais esperto dos cangaceiros: “Já nasceu aprendido”. “Lampião criou fama de inteligente, astuto, corajoso, cauteloso, planejador, meticuloso, atributos que garantiram sua sobrevivência a um cerco de quase duas décadas”, afirma Geralda Lima.

A imagem – A professora Anna Bentes considera que Lampião soube trabalhar a sua imagem pública como ninguém. “As ações que promovia fizeram com que as pessoas se lembrassem dele de forma ambígua: ao mesmo tempo em que metia medo, era respeitado; ao mesmo tempo em que era bandido, era autoridade. E é justamente por isso que ele ficou na memória dessas pessoas”.

A distribuição em praça pública de produtos que saqueava das lojas, por exemplo, ajudaram a construir a fama de “defensor dos pobres”. “Homem de palavra” é uma das referências mais freqüentes nos depoimentos. “Certa vez, ele se apossou dos cavalos de uma fazenda para ir à Bahia, sem admitir questionamentos. Lá chegando, mandou devolvê-los, como prometera”, conta Geralda Lima.

“Ele provavelmente não devolvia todos os cavalos que tomava, mas o fez nesta ação – e foi a imagem que ficou”, arremata Anna Bentes.

Por outro lado, os olhares negativos mostram Lampião como um homem extremamente violento contra aquele que lhe negasse um pedido ou o contrariasse. “O bandido que invadia casas, fazendas, cidades; que se açoitava nos barrancos; que se escondia nas grotas, nas trevas para de lá espalhar destruição e morte”, escreve a autora.

Quanto à expressão “governador do sertão”, vem à memória da professora da UFS a maior guerra do cangaço, em 1926, no território pernambucano. Com 100 homens, Lampião venceu 300 nazarenos (força policial). “Depois da luta que durou o dia todo, ele enviou carta ao governador propondo a divisão de Pernambuco para pôr fim aos conflitos. Queria o sertão para ele, alegando que conhecia os problemas do ‘seu povo’”.


‘Código de honra’ forjou mito

A professora Geralda Lima constata, ao final do seu trabalho, que sobre a polêmica figura de Lampião prevalecem os olhares positivos, por conta principalmente de um código de honra sempre respeitado pelo cangaceiro. “Apesar de todas as maldades que ele praticou, permanece viva na memória social dessas comunidades a figura do guerreiro, estrategista, inteligente, leal e honesto”.

A autora analisou as expressões referenciais utilizadas em obras de especialistas (historiadores, sociólogos, jornalistas, memoralistas), também verificando uma maioria vinculada a um ponto de vista positivo sobre Lampião. “Isso mostra a força do universo referencial socialmente construído que se formou, ao longo do tempo, ao redor da figura do cangaceiro”.

Na opinião da pesquisadora, o mito tende a se perpetuar, em função do interesse de jovens e crianças que testemunhou. Ela explica que as pessoas do interior do Nordeste estão mais afeitas à oralidade e que histórias são contadas e recontadas de geração em geração. “Especificamente na região do sertão do baixo São Francisco, as pessoas vêm mantendo viva a chama da memória desse personagem mítico do sertão nordestino”.

Geralda Lima conta que um entrevistado de 32 anos mantém em sua casa um ambiente apenas com objetos sobre Lampião – fotos, imagens e outros objetos que já encantam o filho de 5 anos – e lidera um grupo de xaxado com temática voltada ao cangaceiro. “Ele criou a praça Lampião em Nossa Senhora da Glória, que foi derrubada pela prefeitura e depois remontada e mantida por professores e alunos”.

Assim como este incidente na praça, que mostra como o conflito de olhares permanece vivo até hoje, a professora Anna Bentes lembra a disputa em torno da instalação de monumentos em homenagem ao cangaceiro em vários lugares do Nordeste. “É o mesmo embate entre prós e contras: Lampião era apenas um bandido ou a síntese do homem nordestino?”.

A tese de Geralda Lima traz uma contextualização do cangaço, reflexões de especialistas sobre este fenômeno e a memória social, um capítulo tratando das expressões referenciais, além de 15 entrevistas transcritas. “Estudos nessa área da lingüística são bastante técnicos. Mas o caráter memorialista deste trabalho permite uma leitura agradável. Não se trata de um trabalho banal e por isso merece ser publicado”, avalia Anna Bentes.

Pedófilos passam por "castração química" em SP

Pedófilos passam por "castração química" em SP



Para reduzir o desejo sexual em pedófilos, o Ambulatório de Transtornos de Sexualidade da Faculdade de Medicina do ABC, em Santo André, São Paulo, está utilizando a "castração química". O método consiste em aplicar uma injeção de hormônios femininos nos homens que apresentam esta tendência. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


O responsável pelo serviço, o psiquiatra Danilo Baltieri, doutor pela Universidade de São Paulo, afirmou ao jornal que além de fazer o processo ele defende que seja feito. "Ou faço isso ou eles farão sexo com crianças."

Para que o termo seja utilizado, Baltieri, que é Integrante do Conselho Penintenciário do Estado, diz que só realiza o procedimento quando o próprio paciente pede e assina um termo afirmando que consente com a realização.

Segundo o O Estado de S. Paulo, o ABCSex foi um serviço criado em 2003 para atender pessoas que apresentassem o diagnóstico de pedofilia. Atualmente, cerca de 30 pessoas são atendidas.

Redação Terra

vida sexual das minhocas alteradas pela radiação

Vida sexual das minhocas mudou depois de Chernobyl



A catástrofe nuclear de Chernoyl mudou a vida de algumas espécies de minhocas, que começaram a se dedicar os prazeres carnais em vez de se reproduzir assexuadamente. Pelo menos foi o que cientistas ucranianos informaram hoje.

Os cientistas e pesquisadores do Instituto de Biologia, em Sebastopol, compararam o modo de procriação das minhocas à proximidade de Chernobyl, onde a taxa de radiação é 100 vezes maior que a normal, com o utilizado pelos invertebrados que vivem em zonas menos contaminadas.

Conforme os resultados deste estudo, 23% das minhocas que receberam fortes doses de radiação começaram a se reproduzir por via sexual, quando o habitual é somente 5%, como acontece nas áreas distantes do local da catástrofe. Viktoria Tsytsuguina, uma das cientistas responsáveis pela pesquisa, destacou que a reprodução sexual permite transmitir aos descendentes os genes mais resistentes às radiações e assim se adaptar melhor ao meio ambiente.

"Isso lhes dá mais possibilidades de sobreviver', explicou Guennadi Polikarpov, outro cientista.

As pesquisas, feitas com as espécies Nais pardalis e Nais pseudobtusa, começaram a meados dos anos 90, mas foram suspensas por falta de dinheiro.

O reator número 4 da central nuclear de Chernobyl explodiu no dia 26 de abril de 1986, provocando uma nuvem radioativa que cobriu grande parte da Europa e que provocou milhares de mortes. A central foi fechada definitivamente em dezembro de 2000.

Origem das flores ainda é mistério para a ciência

Origem das flores ainda é mistério para a ciência


A estrela de anis é uma das linhagens mais antigas de flores que ainda sobrevivem
A estrela de anis é uma das linhagens mais antigas de flores que ainda sobrevivem
11 de setembro de 2009
Getty Images

Ao longo de sua vida, Charles Darwin sempre esteve cercado de flores. Aos 10 anos de idade, ele anotava as datas e horários em que floresciam as peônias no jardim de seu pai. Quando comprou uma casa na qual pretendia instalar sua família, depois de casado, transformou o jardim e quintal em uma estação de pesquisa biológica de campo, onde conduziu experiências com flores até morrer. Mas a despeito de sua íntima familiaridade com as flores, Darwin certa vez escreveu que a evolução delas continuava a ser "um abominável mistério".

Darwin pôde constatar por si só o sucesso que as plantas florescentes haviam conquistado. Elas respondem pela maior parte das espécies de plantas hoje vivas, e dominam muitos dos ecossistemas do planeta, das florestas tropicais às pradarias. Também dominam nossas fazendas. Das flores provêm a maior parte das calorias consumidas por seres humanos, em forma de alimentos como milho, algodão, arroz e trigo.

As flores também impressionam pela imensa diversidade de suas formas e cores: das luxuriantes e encorpadas rosas às orquídeas de formato aracnídeo, passando por lírios calla, que têm forma de urna.

O histórico fóssil, porém, tinha poucos esclarecimentos a oferecer a Darwin sobre a evolução inicial das flores. Na época, os fósseis mais antigos das plantas florescentes que haviam sido identificados provinham de rochas formadas de 100 milhões a 66 milhões de anos atrás, durante o período cretáceo. Os paleontologistas descobriram ampla diversidade de formas, e não apenas alguns precursores primitivos.

Muito depois da morte de Darwin, em 1882, a história das flores continua a ser problemática para os cientistas. Mas os atuais especialistas parecem cautelosamente otimistas. "Existe uma energia nesse campo que eu não havia visto anteriormente, em toda uma vida de pesquisa", diz William Friedman, biólogo evolutivo da Universidade do Colorado em Boulder.

A descoberta de novos fósseis é uma fonte de entusiasmo renovado. Mas os cientistas também estão descobrindo muitas pistas sobre a evolução das espécies florescentes nas flores vivas e em seus genes. Eles estão decifrando as receitas codificadas no DNA de plantas para a produção de diferentes tipos de flores. As pesquisas indicam que as flores evoluíram em sua maravilhosa diversidade mais ou menos da mesma maneira que os olhos e as pernas dos seres humanos, por meio da reciclagem de genes antigos para a realização de novas tarefas.

Até recentemente, os cientistas estavam divididos quanto ao relacionamento entre as flores e as demais plantas. Graças a estudos sobre o DNA de plantas, o parentesco agora se tornou mais claro. "Havia toda espécie de ideia em circulação, e muitas delas foram refutadas", disse James Doyle, paleobotânico na Universidade da Califórnia em Davis.

Tornou-se claro agora, por exemplo, que os mais próximos parentes vivos das flores são espécies sem flores que produzem sementes, um grupo que inclui árvores como o pinheiro e o gingko. Infelizmente, essas plantas são todas estreitamente aparentadas umas às outras, e nenhuma delas é parente mais próxima das flores que as demais.

As plantas que poderiam servir para documentar os primeiros estágios na emergência das flores aparentemente se extinguiram milhões de anos atrás. "A única maneira de identificá-las é por meio dos fósseis", disse Doyle.

Nos últimos anos, os cientistas identificaram no registro fóssil flores com datação de até 136 milhões de anos de idade. Também identificaram diversos fósseis de misteriosas plantas produtoras de sementes que terminaram extintas, algumas das quais aparentemente produziam suas sementes por meio de estruturas vagamente assemelhadas às que as flores viriam a utilizar posteriormente.

Mas os mais intrigantes dos fósseis costumam ser também os mais fragmentários, e isso causa profunda divergência entre os paleobotânicos no que tange à questão de qual dessas espécies se relacionaria de maneira mais estreita às flores. "Não existe consenso a respeito dessa questão", diz Doyle.

Mas existe consenso no que tange à evolução inicial das flores propriamente ditas. Ao estudar o DNA de muitas espécies de plantas florescentes, os cientistas descobriram que apenas um punhado de espécies responde pelas mais antigas linhagens de flores ainda existentes. A mais antiga de todas as famílias sobreviventes é representada por apenas uma espécie, um arbusto conhecido como Amborella, que só existe na ilha da Nova Caledônia, no sul do Oceano Pacífico.

Os nenúfares e as estrelas de anis são as duas outras linhagens mais antigas de flores que ainda sobrevivem. Se um observador pudesse recuar 130 milhões de anos no tempo, é possível que não se impressionasse muito com as flores então existentes. "Elas não pareciam destinadas a prosperar como fizeram", afirma Doyle.

As flores que existiam nessa época eram pequenas e raras, e viviam à sombra de plantas não florescentes, cujo índice de sucesso era muito maior. Foram precisos mais milhões de anos de evolução para que as flores chegassem a um ritmo de evolução notável.

Tradução: Paulo Migliacci ME

video Campeonato de Paramormalidade

Campeonato de Paramormalidade

http://www.youtube.com/watch?v=Q9HzP6vZ_ac&feature=related

9.25.2009

REALMENTE “Existiu Outra Humanidade

REALMENTE “Existiu Outra Humanidade”

REALMENTE “Existiu Outra Humanidade”
Faz mais de 10.000 anos —afirma Much—, a Terra sofreu um dos mais espantosos bombardeios cósmicos de sua história.
—Segundo as lendas, a queda de um grande meteorito —tal e como fazia referência no terceiro capítulo— provocou a desolação e a morte ao longo e largo do planeta. O impacto do asteróide foi tão violento, tão dilacerador, que aquela alucinante destruição ficou como prisioneira no espírito e na memória coletiva dos escassos povos que sobreviveram. E se transmitiu com força de umas raças a outras, a pesar do impressionante lapso de tempo transcorrido.
Essa catástrofe, como digo, segue em pé hoje no fundo dos livros chamados sagrados ou Santos. No fundo dos livros das culturas do mundo e no fundo do corpo redondo e azul da própria vítima: a Terra. Esta civilização perdida no tempo tinha vencido a força da gravidade, voava ao espaço, conhecia os mais profundos segredos da Astronomia, etc. E sabia também que o planeta dispunha a seu ao redor de um cinturão eletromagnético, que hoje nós acabamos quase de descobrir e batizar com o nome de Vão Allen. Esse cinturão podia ser utilizado para uso industrial e tecnológico e a Humanidade gliptolítica o fez. Mas, como?
Nas pedras —em muitas delas— há pirâmides. Pirâmides que se levantavam na zona do Equador terrestre. Um Equador que não coincidia de tudo com o atual. por que estavam ali essas pirâmides? As pedras o detalham.
A civilização pré-histórica que gravou estas pedras construiu sortes pirâmides para captar e transformar essa energia eletromagnética que rodeava a TerraSe a Atlântida foi literalmente engolida —afirma Kolosimo— pelo abismo aberto entre a América e Europa, Mu pôde ser desintegrado facilmente pela erupção de todos os vulcões que albergava e que a tradição estima muito numerosos (a região do Pacífico conta ainda hoje com 336 em atividade entre os 430 do mundo inteiro).
As crateras de todo o planeta deveram ter vomitado o inferno a conseqüência do gigantesco maremoto originado pela queda do corpo celeste. Depois, as cinzas eruptivas se foram amassando até envolver o globo em uma entupida capa de nuvens, tampando o Sol e dando lugar a furiosas chuvas. calcula-se que tão somente na Europa e Ásia setentrional caíram em seis dias mais de vinte mil trilhões de toneladas de água e três bilhões de toneladas de cinzas. O nível meio das precipitações foi, pois, de 30 metros...
quis me estender no relato do Much porque, embora suas teorias sobre o formidável cataclismo que sofreu a Terra são compartilhadas por numerosos autores, em sua hipótese falta algo essencial. Algo que, logicamente, o cientista austríaco não pôde conhecer naquele momento: algo que está na biblioteca de pedra encontrada no Peru.
Nas pedras da Ica —tal e como assinalava ao princípio desta obra— se manifestou a proximidade de um apocalíptico cataclismo. Uma destruição que pôde ser muito similar à descrita pelo Much, mas que —segundo se manifesta na biblioteca lítica— teve uma origem e um tempo diferentes. Hei aqui a explicação que sobre dita destruição me proporcionou Javier Cabrera Darquea frente a várias centenas de pedras relacionadas com este cataclismo: AS PROVAS
Estas estruturas submersas gigantescas, quase desconhecidas ou pouco difundidadas no ocidente deixam margem a muitas e intrigantes indagações...
O que podemos supor ou deduzir sobre elas?
Um link para aclarear as idéias...
http://www.acemprol.com/viewtopic.php?f=16&t=143
vejam os videos
http://www.youtube.com/watch?v=CPCq3yo4SLc&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=3_gAV8CskA4&feature=related_1

http://www.youtube.com/watch?v=3_Zt9moZwjM&feature=related_2

http://www.youtube.com/watch?v=vk1sI0lCZOE&feature=related_3.

Glandula Pineal - Palestra

Glandula Pineal - Palestra

Segue uma palestra muito interessante sobre a glandula pineal, dado pelo Dr. Sérgio Felipe.
Mais interessante é saber que é um pessoal da USP que esta por tras dos estudos.

Pow, esse cara quebrou uma pá de paradigma, sobre pesquisas da ciencia .
Ciencia não se coloca como materialista. Isso é uma visão pessoal do pesquisador.
A Universidade deve pesquisar e estudar, todas as formas de pensamento.
O centro de uma universidade não pode estar baseado numa cultura materialista, sobretudo quando o povo que banca as universidades é de aculturamento espiritualista. É um contra senso.

Esses links foram passado pela prof. Maisa do IPPB de São Paulo.


http://br.youtube.com/watch?v=4walu-hO9fQ&feature=related

http://br.youtube.com/watch?v=bnLUOfFaEFE&feature=related

http://br.youtube.com/watch?v=BRY41_pvIxI&feature=related

http://br.youtube.com/watch?v=3Gl6unmMbz8&feature=related

http://br.youtube.com/watch?v=HpZoni-LQic

http://br.youtube.com/watch?v=HTgiJjBumD4&feature=related

http://br.youtube.com/watch?v=r7HGTdp7tsM&feature=related

Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion

Aliança Galáctica vs Reptilianos de OrionNessa entrevista realizada em 1994 Alex Collier prediz o ocorrido com as torres gêmeas, fala sobre as diferentes raças alienígenas, dentre outras coisas que não são trazidas a público como: a presença extraterrestre no planeta, o controle reptiliano nos governos do nosso mundo, a agenda reptiliana, a relação deles e nossos líderes mundiais, a elite draconiana de Orion, a história da Lua, as bases em Marte, a clonação de líderes mundiais (eu particularmetne sempre suspeitei do Yuchenko, essa história de que sofreu radiaçao nao cola, ele foi clonado por um reptiliano!), explica sobre o desaparecimento de crianças, explica que a Terra é um ser vivo, a história da nossa raça humana, etc.

Se vc se interessa pelo assunto, esse vídeo é imprescindívelAlex Collier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 1
http://www.youtube.com/watch?v=pd4HBPYIE9I&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=0


Alex Collier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 2
http://www.youtube.com/watch?v=cJhHBW4f8SI&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=1


Alex Collier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 3
http://www.youtube.com/watch?v=PE0Eo30aw1s&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=2


Alex Collier - Aliança Galática vs Reptilianos de Orion 4
http://www.youtube.com/watch?v=jCccNcio2l0&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=3


Alex Collier - Aliança Galática vs Reptilianos de Orion 5
http://www.youtube.com/watch?v=2lg7NW3jEsw&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=4


Alex Collier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 6
http://www.youtube.com/watch?v=EB5iVsXj7H0&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=5


Alex Collier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 7
http://www.youtube.com/watch?v=WoKLT0c0c58&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=6


Alex Collier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 8
http://www.youtube.com/watch?v=yaXzT-EFJXw&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=7


Alex Collier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 9
http://www.youtube.com/watch?v=ZvHN7sMg2js&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=8


Alex Colier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 10
http://www.youtube.com/watch?v=0qbHiCN-PTs&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=9


Alex Collier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 11
http://www.youtube.com/watch?v=LuqSl3ZHgbs&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=10


Alex Collier - Aliança Galáctica vs Reptilianos de Orion 12
http://www.youtube.com/watch?v=x_IEfsDFGug&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=11
Ta ae!!! !

Abduções podem ser coisas da mente

Abduções podem ser coisas da mente!

As abduções extraterrestres que algumas pessoas asseguram ter experimentado são uma construção mental própria de indivíduos suscetíveis a "lembranças falsas", segundo um estudo divulgado hoje em Londres.

Segundo o professor Chris French, diretor da Unidade de Pesquisa de Psicologia do londrino Goldsmiths College, aqueles que dizem ter sido seqüestrados por ETs têm um perfil psicológico concreto, com tendência a alucinações, a acreditar em tudo que é paranormal e a dissociar a realidade, o que pode levar a uma alteração dos estados de consciência.

"No final do século XX, um número crescente de pessoas de todo o mundo começou a ter experiências estranhas", explica French. "O mais comum é que elas digam que os alienígenas os tiraram da cama ou do carro e, comumente, os descrevem como seres com menos de um metro, com braços e pernas longos e cabeças enormes", afirma o professor.

Os "abduzidos" costumam explicar que os extraterrestres têm "grandes olhos negros através dos quais se comunicam telepaticamente", acrescenta. "Costumam contar como, de repente, estavam a bordo de uma nave espacial onde foi submetido a um exame médico, freqüentemente doloroso, para extrair dele esperma ou óvulos", relata o especialista.

Segundo French, milhares de pessoas no mundo poderiam experimentar lembranças falsas deste tipo.

Fonte: http://www.news-medical.net/news/2005/10/27/14092.aspx

faça o teste psicológico de Leandro Motta Barros

Este é o famoso teste psicológico de Leandro Motta Barros, em versão on-line.e veja o quanto de loucura voce possui .

Veja este teste (simples):
http://www.stackedboxes.org/~lmb/misc/teste_psicologico.html

[TESTE] Você é esquizofrênico

[TESTE] Você é esquizofrênico?

Assista ao vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=QbKw0_v2clo

E se conforme com os fatos do "teste da máscara vazia":

Powered By Blogger
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009
Impressionante ilusão de ótica não engana esquizofrênicos
video
Aparentemente, esquizofrênicos não são enganados pela ilusão de ótica chamada de “ilusão da máscara vazia”, como o resto de nós.

Quando a máscara é virada, seu “verso” parece se tornar uma outra máscara, com relevo. Os esquizofrênicos não percebem isso porque, segundo cientistas, há alguns problemas com as conexões entre as áreas conceituais e sensoriais de seus cérebros.

Na ilusão da máscara vazia, as pessoas comuns percebem o verso da máscara, algo côncavo, como uma face convexa normal. A ilusão explora nossa necessidade de dar sentido a tudo o que vemos, unindo o que realmente vemos com o que esperamos ver. É um processo conhecido como Top Down.

“Nossa mente guarda memórias e as usa como base para entender o mundo. Sendo assim, quando vemos uma face, ela tem que ter relevo, ser convexa, como todas as outras que já vimos por aí” explica Danai Dima, co- autor de um estudo chamado NeuroImage e professor da Faculdade de Medicina de Hannover, na Alemanha.

Isso, para pacientes com esquizofrenia, é impossível. Eles vêem a face vazia exatamente como ela é. Alguns psicólogos acreditam que isso é devido à desconexão entre o que o esquizofrênico pretende ver e o seu processo Top Down.

Os locais mais "alienígenas" na Terra

Os locais mais "alienígenas" na Terra

Florestas de Pedra - China:

.
.
.
A Estrutura Richat - Mauritânia:

.
.
.
Cavernas de Gelo de Eirisesenwelt - Áustria:

.
.
.
Kliluk - O Lago Manchado - Canadá:

.
.
.
Salinas de Uyuni - Bolívia:

.
.
.
Vale da Lua - BRASIL:

.
.
.
Córrego do Sangue Quente - Japão:


Dry Valley (Vales Secos) - Antártida:



.
.
.
Ilha Socotra - Oceano Índico:

.
.
.
Rio Tinto - Espanha

20 Curiosidades sobre o espaço

1. Praticamente todos as astronautas sentem enjôos,causados principalmente pelo conflito das informações visuais com as que são fornecidas pelo ouvido interno. Em adição a isso sentem náuseas e tonturas.

2. Na ausência de peso, os fluidos sobem, causando congestão nasal e inchaço no rosto; os ossos perdem cálcio, e pedras são formadas nos rins; tem também a atrofia muscular, deixando o intestino mais lento e encolhendo o coração.

3. A ausência de pressão na espinha em gravidade zero faz com que a maioria dos viajantes espaciais cresçam em até duas polegadas.

4. Ratos de laboratório que são enviados ao espaço durante gravidez, quando da formação do ouvido interno, terminam por dar a luz à filhotes que tropeçam muito.

5. Humanos ainda não foram concebidos no espaço, então só se pode imaginar como seria...

6. Viajar para o espaço cura o ronco. Um estudo feito em 2001 mostrou que os astronautas que roncavam na Terra, não o faziam no espaço.

7. Astronautas dormem mal, o sol nasce 16 vezes ao dia causando muito stress no ritmo circadiano deles.

8. No começo do dia de trabalho na Nave Espacial, o controle da missão em Houston transmite música para acordar os astronautas, geralmente escolhida com um deles em mente. Na Estação Espacial Internacional, onde só há trabalho, nada de diversão, não há rádio relógio.

9. Se, por um acaso qualquer do destino, um ser humano for exposto ao vácuo e não estiver vestindo a roupa espacial, não deve prender a sua respiração, a descompressão causaria uma ruptura nos seus pulmões.

10. Além disso, a água na língua, no nariz e nos olhos, "ferveriam". Isto realmente aconteceu em 1965, quando foi feito um teste de roupa espacial pela NASA e um dos testadores foi exposto ao vácuo por 15 segundos.

11. Ao contrário do que diz Hollywood, você não explodiria. A ausência de oxigênio no sangue é que te mataria, em cerca de dois minutos. 12. Mais paranóia explosiva: A empresa de turismo orbital Virgin Galatic, de Richard Branson, reportadamente cogitou barrar o embarque de mulheres que usassem implantes de silicone, pois havia o temor de que eles explodissem.

13. John Glen achou difícil engolir a comida, não pela ausência de gravidade. Os primeiros astronautas usavam tubos de alumínio com conteúdo pastoso, cubos de comida e alimentos desidratados.

14. Hoje os astronautas podem temperar seus alimentos com sal e pimenta – em forma líquida. Se fossem em grãos, eles flutuariam, fazendo cócegas no nariz e nas vias respiratórias.

15. Não está encontrando algo? Os ventiladores da Nave Espacial e da Estação Espacial Internacional funcionam como achados e perdidos, sugando tudo que parece estar inseguro.

16. Para usar a sanita da Nave Espacial, os astronautas precisam posicionar-se precisamente no centro do acento. Durante o treinamento, os astronautas usam uma versão especial da sanita com uma câmera acoplada para que aprendam a usar corretamente o vaso.

17. A NASA tentou fazer um banheiro dentro dos seus trajes especiais – uma camisinha presa à bexiga dos homens, e uma inserção ginecológica inserida nos genitais femininos – mas desistiram e passaram à usar fraldas em todos.

18. Astronautas que voltam do espaço dizem sentir extrema dificuldade em mover os braços e pernas logo após tocar a aterrissagem, esta é uma das razões pelas quais eles chamam isso de “segundo nascimento”.

19. Mas alguns cosmonautas* que ficaram muito tempo no espaço disseram que a coisa mais difícil na terra é se reajustarem a soltar as coisas e eles caírem.

20. É melhor ficar lá em cima? Dezoito pessoas morreram em missões espaciais, mas nunca no espaço, as mortes ocorreram em decolagens ou poucos.

Construa seu próprio acelerador de partículas

==============================Todo mundo gostaria de possuir uma belo acelerador de partículas, não é verdade?
Quem não gostaria de poder fornecer energia a feixes de átomos, elétrons, moléculas ou algumas partículas mais exóticas, como anti-prótons, pósitrons ou mésons, com velocidades altas, geralmente superiores a 1/1000 da velocidade da luz?Sem contar as exclusivas grandes vantagens de possuir um aparato desses, como:

* Sucesso com mulheres.
* Sintonizar muito mais canais de VHF e UHF em alta qualidade sem precisar de decodificadores e sem pagar assinatura!
* Fazer vitaminas de frutas frescas em menos de 10 nanosegundos.

Durante muito tempo isso era privilégio de poucos, como os franceses, os americanos, os suíços e até mesmo portugueses, que ficam expondo seus aceleradores para todos e vivendo dos lucros e das vantagens listadas acima.

Acelerador de partículas francês, americano, suíço e português, respectivamente.

Se você é uma pessoa normal que acha que não tem dinheiro ou até mesmo capacidade suficiente para ter um acelerador de partículas, esse tópico é para você! Por que, SIM, você pode! E hoje vamos explicar como. Tudo que você precisa para construir este incrível dispositivo é:

* 63 km de Tubos de PVC
* 12250 km de Fios de cobre
* 126728 litros de Mel
* 1 Bomba de encher pneu de bicicleta
* 1 Espátula
* 1 Pinça
* 1 Tesoura
* 1 Próton (sem elétron)
* 1 Folha de papel celofane
* Fita adesiva
* Veda-rosca
* 1 Rolha
* Ímãs de geladeira
* Barbante
* 1 Pá
* 100000 Pisca-piscas natalinos


O processo de construção é deveras trabalhoso, mas cá entre nós, vale a pena.
Inicialmente, encontre um terreno baldio, o mais próximo possível de sua casa, aquele terreno do lado de sua casa serve! Cave uma trincheira circular de 10 km de raio como no mínimo 2m de profundidade e 1m de largura. Despeje todo o mel nessa trincheira. Tape muito bem a trincheira e vamos à segunda parte da construção.
Conecte os tubos de PVC formando o mesmo circulo de 10km de raio. Essa parte é muito delicada e exige muita calma e precisão. Utilize o veda-rosca e a fita adesiva (sem economizarLembre-se de deixar um pequeno acesso para que você possa inserir suas amostras no acelerador e outro para colocar o papel celofane (ambos muito bem vedados).
Agora que você já tem o duto principal, construa 1 eletroimã circular em volta do duto para cada 10cm de sua extensão. Desmonte os pisca-piscas, retirando as lampadinhas e os ligando aos eletroimãs de forma que quando ligado, os eletroimãs fiquem ligando e desligando sequencialmente (igual luminosos de Motel).

Pronto! Você pode inserir o duto na trincheira com o mel, fazendo com que o duto fique submerso. É importante não deixar entrar mel dentro do duto e lembre-se de deixar o acesso de inserção de partículas livre e do lado de fora! Feito isso tudo, pegue a bomba de encher pneu e inverta o tubo, para que ao se bombeá-la, sugue o ar em vez de soprar. Conecte-a ao duto principal, já submerso, e retire o ar de dentro do duto (esse processo pode levar algum tempo, e caso não seja possível criar um vácuo parcial, dentro do duto… faça outro duto melhor! Eu mesmo tive que fazer 4 vezer para dar certo). Tape o acesso com a rolha.

Então você já tem o duto, o vácuo e eletroimãs natalinos…. agora você só precisa do próton!
Encontrar um próton virgem (sem elétron) de bobeira por aí é fácil! Difícil é armazenar o safado! Para isso você pode construir uma armadilha eletromagnética para confinar o seu próton. Faremos o seguinte: com os imãs de geladeiraAssim que conseguir um próton, prenda-o na sua armadilha e leve com muito cuidado até seu acelerador de partículas e, com a ajuda de mais alguém, coloque-o dentro do acelerador (usando a espátula e a pinça).

Como primeiro teste, coloque o papel celofane dentro da acelerador e ligue-o com o próton. Caso apareçam minúsculos (minúsculos mesmo) furinhos, é sinal de que deu certo!Você pode ficar feliz e saber que agGanhará sua carteirinha do CNaDAP (Clube Nacional de Donos de Aceleradores de Partículas) e nunca mais vai pagar ingresso inteiro no cinema, além de poder desvendar os grandes mistérios do mundo sub-atômico.

Valores médios em reais - Válidos até 31/07/2009
63 km de Tubos de PVC = 73.500,00
12250 km de Fios de cobre = 24.500.000,00
126728 litros de Mel = 9.377.872,00
1 Bomba de encher pneu de bicicleta = 14,90
1 Espátula = 8,99
1 Pinça = 1,99
1 Tesoura = 2,99
1 Próton (sem elétron) = Sem custo
1 Folha de papel celofane = 0.99
Fita adesiva = 15.000,00
Veda-rosca = 36.000,00
1 Rolha = Custo de uma garrafa de vinho São Tomé = 2,98
Ímãs de geladeira = 11.000,00
Barbante = Pra que o barbante?
1 Pá = 58,00
100000 Pisca-piscas natalinos = 75.000,00

CUSTO TOTAL: 34.088.462,84 de reais

COMPLETAMENTE VIÁVEL!!!




========================================
=========

comenta ae pessoal,se alguém fizer
ora participa de um seleto grupo de pessoas; as pessoas que possuem aceleradores de partículas. .


Todos os olhos azuis tem o mesmo inicios

Todos os olhos azuis têm o mesmo antepassado comum, diz estudo genético
31.01.2008 - 19h32 Andrea Cunha Freitas
No princípio todos teriam olhos castanhos. Porém, um dia — o “acidente” poderá ter ocorrido há cerca de seis ou dez mil anos — alguém sofreu uma mutação no gene conhecido hoje como OCA2, que perturbou a produção de melanina na íris. Assim terá surgido o primeiro par de olhos azuis e deste antepassado terão vindo todos os que hoje existem.

Esta é a tese de uma equipa de cientistas da Universidade de Copenhaga que estudou o ADN de aproximadamente 800 pessoas com olhos azuis, desde os loiros escandinavos aos turcos de tez escura.

“Uma mutação genética que afectou o gene OCA2 desencadeou uma mudança que literalmente desligou a capacidade de produção de olhos castanhos”, explica Hans Eidberg, do Departamento de Medicina Molecular e Celular da universidade dinamarquesa.

Segundo o artigo publicado este mês na revista científica Human Genetics, a mutação não silenciou o gene. Apenas terá limitado a sua capacidade de produção de melanina — o pigmento que dá cor aos nossos olhos, cabelos e pele — na iris. Ou seja, “diluiu” a cor castanha até ao azul.

A equipa analisou o ADN de voluntários e percebeu que 99,5 por cento partilhavam a mesma pequena mutação. Um “acidente” que ocorre num local específico do OCA2 (um gene que, de acordo com outros estudos, estará também relacionado com alguns tipos específicos de albinismo, mais frequentes nas populações africanas).

Os diferentes tons de castanho nos olhos traduzem-se em variações consideráveis na produção de melanina de cada indivíduo. Quanto às outras cores — verdes, cinzas — representarão diferentes doses de melanina.

No caso do azul é diferente. A variação de quantidade de melanina na iris das diferentes tonalidades de azul nos olhos claros é muito pequena. Daí tudo estar relacionado com um só antepassado, concluem os cientistas.

Hans Eidberg implicou o gene OCA2 na cor dos olhos pela primeira vez em 1996, mas os investigadores ainda não arriscam uma data para este acontecimento genético.

Porém, adiantam que a mutação terá surgido próximo da região do Mar Negro há seis ou dez mil anos, na altura da rápida viagem da população na Europa em resultado da expansão da agricultura. “A elevada frequência de indivíduos com olhos azuis na Escandinávia e no Báltico confirma uma selecção deste fenótipo”, refere o estudo.


9.23.2009

Kundalini


Kundalini ( कुंडलिनी ) Kundaliní é o alegado poder espiritual primordial ou energia cósmica que jaz adormecida no Múládhára Chakra, o centro de força situado próximo à base da coluna, e aos órgãos genitais. É a energia que transita entre os chakras.

Deriva de uma palavra em sânscrito que significa, literalmente, "enrolada como uma cobra" ou "aquela que tem a forma de uma serpente". É a energia do Universo em seu aspecto Purna-Shakti, total, como potencial, sendo o Prana-Shakti o aspecto biológico, ou fisico, como calor, eletricidade, etc.

O termo é feminino, deve ser sempre acentuado e com pronúncia longa no í final. Muitos por a considerarem sagrada, grafam o nome com "K" maiúsculo. O símbolo do caduceu é considerado como uma antiga representação simbólica da fisiologia da Kundalini.

Segundo a crença, enquanto está adormecida, assemelha-se a uma chama congelada. O "despertar" da energia divina Shakti Kundalini requer a orientação de um mestre realizado, para que o ativamento e desenvolvimento sejam apropriados e conduzam à meta suprema do Yoga que é a paz interior e a realização divina.

É também tema de estudo no campo da psicologia onde a reputam de difícil condução com a disciplina e maturidade que são requeridas para esse intento, pois é um conceito oriental, com outros significantes, e sem paralelos com a psicologia. Não existem evidências científicas que corrobem as alegações do Kundalini.

seja um voluntario na africa

VOLUNTARIOS

CICD- College for International Co-operation and Development esta procurando por voluntarios para exercerem um trabalho no sul da Africa, e India!

O trabalho consiste em:
-Apoio Infantil e Trabalho Social com Criancas
-Pre Escola e/ou Sistemas de Educacao
-Prevencao de HIV/ AIDS
-Meio Ambiente e Plantacao de Arvores

O programa dura 14 meses, sendo:
-6 meses de treinamento na Inglaterra (CICD)
-6 meses de desenvolvimento e trabalho na Africa, ou India
-2 meses de avaliacao e trabalho de informacao sobre o seu projeto

Para obter maiores informacoes entre em contato:
alan.volunteerinafrica@gmail.com

O LIVRO “A MÁQUINA DO TEMPO E O MISTÉRIO DE DEUS”

O LIVRO “A MÁQUINA DO TEMPO E O MISTÉRIO DE DEUS”

A Máquina do Tempo, relatada nesse Livro, não é ficção de Steeven Spielberg, onde se altera a História. Pois, é impossível Alterar a História, mas é possível construir a Máquina do Tempo, e por isso, só se constrói a Máquina do Tempo quando se sabe o que fazer no passado ou no futuro. E para saber, precisa-se entender todo o universo e a História, tendo capacidade intelectual de prevê-la.
Uma vez isto adquirido: Deus permite aos homens (dando-lhes o título de anjos), que construam a Máquina do Tempo e interfiram na História mediante a Justiça do Deus Vivo e nos pontos em que a História registra interferência de anjos.
O livro foi escrito consciente da possibilidade do não apocalípse em nossa geração e assim é necessária a sua divulgação até o fim do Apocalípse, ainda que o mesmo ocorra daqui à mil anos ou mais.
A antipartícula é a própria partícula regredindo no tempo. O que transforma uma partícula em antipartícula é apenas a forma de rotação da mesma. Ou seja, uma rotação que faz um cubo se tornar um globo. A noção de massa, que possuímos deriva dessa forma de rotação do corpo. Esse tipo de rotação denomino de MIC (movimento Intra-Corporal). O Spin é caracterizado pela rotação do elétron em torno de seu eixo, produzindo um campo eletromagnético. O MIC é caracterizado pela total rotação do corpo, produzindo efeitos no plano quadridimensional, fabricando sensação de massa.
Quanto menor for o MIC, maior será a massa. Ao acelerarmos um corpo, parte de seu MIC se transforma em outro tipo de movimento, e assim, sua massa aumenta. Um corpo, ao chegar à velocidade da luz, o seu MIC será zero, com infinita massa, e encontramos o limite da velocidade. Se conseguíssemos, fazer o MIC girar negativamente, encontraríamos a antimatéria. Mas, teríamos massa negativa. Todavia não existe massa negativa. Logo, a massa negativa, está regredindo no tempo, e por isso nossos sentidos a percebem como tendo massa positiva. Este tipo de fenômeno ocorre no Buraco Negro: BURACO NEGRO:
Qualquer matéria que seja capturada pôr um Buraco Negro, se antimaterializa no núcleo do abismo, pois seu MIC à medida que penetra no abismo, vai perdendo rotação, e ao chegar à rotação zero, teoricamente ele continuaria caindo, então, teoricamente esse MIC continua rodando na direção do movimento, e passa a rodar negativamente, transformando-se em antimatéria. E ao invés de cair mais, ele começa a subir o Buraco Negro, porém, antimaterializado e regredindo no tempo. Os observadores externos ao vê-lo, dirão tratar-se de uma antimatéria sendo capturada pôr um Buraco Negro. Quando na verdade, é a matéria que entrou, e agora está saindo. A matéria quando entrou, estava em baixa velocidade, que cresceu até chegar à velocidade da luz, devido a Queda Livre.
Porém, quando a antimatéria saiu, a mesma foi expulsa do Buraco Negro com uma forte repulsão, e saiu na velocidade da luz, e, constante, pois não há nada para desacelerá-la. Assim, os observadores externos, verão a antimatéria entrar no Buraco Negro na velocidade da Luz, pela direção contrária a direção que a matéria foi capturada pelo Buraco Negro. A antimatéria sai do Buraco Negro regredindo no tempo, na velocidade da Luz, em direção exatamente oposta a direção de entrada da matéria. QUASAR: É exatamente o contrário de um BURACO NEGRO. Pois não provoca um abismo no plano quadridimensional, mas uma elevação, como uma montanha. Todavia, o Quasar, resulta da Implosão de uma Super Nova que originou o Buraco Negro. Pôr conclusão subseqüente, toda Matéria derivada da Super Nova, que venha gerar um Buraco Negro, adquire uma concentração de massa tão grande, que excede a resistência do plano quadridimensional. Este excesso é convertido em energia potencial, ou seja:

A compressão da massa tende a interromper o MIC, e existe uma equivalência de suportação do plano quadridimensional com o máximo de massa num determinado espaço. Se este máximo de massa supera o espaço que o plano quadridimensional suporta. Este excesso sofre o efeito da antimaterialização, antes de chegar ao núcleo do Buraco Negro, gerando a implosão da Super Nova, que tende a gerar o Buraco Negro e no Núcleo do abismo, haver a antimaterialização total, e conseqüente saída do mesmo. Entretanto, a Implosão impulsionará esta antimatéria da Super Nova a adquirir uma grande velocidade. Como, não existe velocidade maior que a da luz, esta será a velocidade de saída da Super Nova antimaterializada.
Este suposto excesso de velocidade alterará o MIC desta antimatéria que estará excedendo a suportação do plano quadridimensional, que tenderá a desacelerar a antimatéria, até encontrar


Há mensagens secretas em A Última Ceia de Da Vinci

Provavelmente, você já ouviu falar do best-seller de Dan Brown "O Código Da Vinci" e de sua adaptação para o cinema. O livro vendeu dezenas de milhões de cópias, ao passo que o filme, com mais de US$ 757 milhões de renda de bilheteria, se mantém como o 22º filme mais bem colocado de todos os tempos até julho de 2007. A história de Brown parte da teoria de que Jesus se casou com sua seguidora, Maria Madalena, e teve um filho com ela e de que os descendentes dessa união estão vivos.


A imagem acima é a composição criada por Slavisa Pesci.
Alguns dos traços que ele identificou podem ser observados, como
os cavaleiros em ambas as extremidades da mesa.


O livro também suscita duas outras teorias populares que foram descartadas pelos historiadores de arte: a de que Maria Madalena, em vez do apóstolo João, está sentada à direita de Jesus no quadro "A Última Ceia" de Leonardo da Vinci e a de que há uma mão desmembrada que segura uma faca. Durante anos, teóricos amadores e historiadores da arte consideraram, da mesma forma, que "A Última Ceia" continha imagens ocultas. A teoria mais recente que está em voga gerou tanta empolgação que vários sites sobre Da Vinci registraram uma quantidade enorme de acessos.

Slavisa Pesci, um tecnólogo de informação que passou a ter interesse pelo quadro icônico de Da Vinci, criou um efeito visual sugestivo ao sobrepor uma versão semitransparente e espelhada da obra em cima do original. O resultado é que duas figuras que se parecem com cavaleiros templários aparecem em ambas as extremidades da mesa, enquanto alguém, que possivelmente está segurando um bebê, se encontra à esquerda de Jesus. Pesci também mencionou a presença de um copo de vinho que não tinha sido notado anteriormente diante de Jesus. Ele sugeriu que isso talvez fosse uma representação da primeira eucaristia, quando Jesus deu a seus discípulos pão e vinho na Última Ceia para representar seu corpo e seu sangue. Pesci não apontou quem ele achava que poderia ser o bebê, mas estudiosos amadores afirmaram que é o filho de Jesus e Maria Madalena.

Quanto ao significado dessas imagens ostensivamente ocultas, Pesci não faz nenhum comentário, embora acredite que possam ser uma conseqüência do amor de Da Vinci pela matemática. Também era sabido que Da Vinci escrevia da esquerda para a direita e da direita para a esquerda, uma técnica chamada escrita espelhada.

A teoria de Pesci e sua possível relação com a escrita espelhada de Da Vinci, embora seja fascinante, apresenta alguns problemas. O principal deles, observa um estudioso de Da Vinci, é que a pintura original se deteriorou ao longo do tempo. O mural não é mais tão expressivo ou nítido quanto era quando Da Vinci o exibiu pela primeira vez. A imagem da composição está distorcida e manchada, um problema que piorou com a condição desbotada atual do original. Ainda assim, a imagem da composição de Pesci parece mostrar algo ou alguém. Antes de analisarmos essa e outras teorias sobre "A Última Ceia," vamos pesquisar a história e o tema do quadro. Leonardo da Vinci terminou o trabalho entre 1494 e 1498. É um mural de parede na Igreja e Convento de Santa Maria delle Grazie, Patrimônio Mundial da Unesco. O quadro representa a famosa cena bíblica conhecida como A Última Ceia - na qual, pouco antes de morrer, Jesus previu que um de seus seguidores iria traí-lo. Na verdade, "A Última Ceia" mostra os momentos que se seguiram imediatamente após o pronunciamento de Jesus, explicando por que seus seguidores parecem estar entretidos em uma conversa exaltada. O quadro é considerado notável por, entre muitos traços célebres, seu realismo e por retratar os apóstolos emocionados e participando de uma discussão intensa, em vez de apenas estarem sentados tranqüilamente atrás da mesa.

Problemas com as teorias de 'A Última Ceia'

Digamos que Da Vinci tenha colocado imagens secretas em "A Última Ceia” com a intenção de que, um dia, alguém fizesse uma descoberta, como aconteceu com Slavisa Pesci. Um segredo como esse tem algum mérito? Que conhecimento específico Da Vinci teria tido sobre Jesus 1500 anos após sua morte e por que ele o ocultaria em um quadro?

Os aficionados por “O Código Da Vinci” podem afirmar que a presença das imagens indica que Dan Brown e outros escritores semelhantes estão em busca de algo misterioso, com fundamento e profundo. Há muitas teorias sobre o trabalho de Da Vinci no livro de Brown, incluindo várias sobre a "Mona Lisa", mas o artigo Como não funciona O Código Da Vinci mostra que é fácil refutar muitas das teorias do romance, o que, talvez, não seja surpreendente ou importante, a não ser pelo fato de que Brown parece apresentar sua obra como sendo baseada em fatos. A principal fonte de não-ficção desse livro, “O Santo Graal e a Linhagem Sagrada”, foi, entretanto, considerada imprecisa pelos estudiosos.

A Última Ceia" empresta a si mesma uma série de teorias sobre as imagens e significados ocultos, mas a degradação da pintura e as várias restaurações significam que ela pode diferir, em pontos importantes,
da produção original de Da Vinci.


Os céticos também destacam que a pintura de Da Vinci deve ser considerada como uma representação fictícia da Última Ceia e não como um registro conclusivo de quem estava lá, onde se sentou e o que fez. A não ser, é claro, que alguém acredite que Da Vinci, de alguma forma, possuía um conhecimento significativo e altamente secreto sobre a vida de Jesus.

Se um procedimento semelhante a esse realizado por Pesci fosse feito com outros quadros, as pessoas veriam imagens ou códigos ocultos? Sejam fotografias de caça-fantasmas ou padrões no brinde, em geral as pessoas vêem o que querem enxergar. Novamente, porém, é sabido que Da Vinci tinha predileção por matemática e técnicas de espelhamento. Uma teoria popular, potencialmente embasada pela análise do computador, afirma que “Mona Lisa” é um auto-retrato dissimulado do pintor.

Portanto, há teorias sobre "A Última Ceia” que são bem fáceis de refutar, como aquelas sobre a faca. Primeiro, é praticamente certeza de que a faca seja uma faca de jantar de algum tipo e não um punhal ou arma, que faria sentido, considerando o cenário. Segundo, uma análise do quadro mostra que Pedro, e não uma mão desmembrada ou um dos outros discípulos, segura a faca, embora ele o faça de forma inusitada. Da Vinci também criou esboços nos quais apareceu treinando como posicionar o braço de Pedro. Quanto à imagem de Judas, que algumas pessoas afirmam que é o único que está se afastando de Jesus no quadro, claramente ele não está. Vários discípulos à esquerda e à direta do quadro se inclinam na direção contrária de Jesus; portanto, Judas não é o único.

Maria Madalena aparece no quadro, talvez como João, com sua aparência feminina? Provavelmente não - a menos que Da Vinci estivesse tentando expressar uma determinada mensagem, não faria sentido deixar João fora do quadro ao representar os outros discípulos de Jesus. Além disso, os estudiosos concordam que Da Vinci representou João de forma precisa, pelo menos de acordo com os padrões do século XV. Com freqüência, a arte da era Da Vinci representa João com cabelos compridos e traços femininos.

Uma cópia do quadro de Da Vinci foi criada no século XVI. De modo concebível, esse quadro poderia ser usado para colocar a teoria de Pesci ainda mais à prova, mas na época em que a reprodução foi feita a versão original de “A Última Ceia” já tinha passado por uma certa descamação e degradação. A versão de Tonglero Abbey é apenas isso: uma cópia que pode diferir em aspectos sutis, porém importantes. Afinal de contas, houve somente um Da Vinci.

_

Fonte principal; Auxiliar (em inglês) ; Clique aqui para analisar a pintura com meticulosidade
'

Seremos imortais dentro de 20 anos

Seremos imortais dentro de 20 Anos.
O cientista Ray Kurzweil afirma que dentro de 20 anos os seres humanos terão capacidade e tecnologia para tornar qualquer um imortal, graças a nanotecnologia.
Ele diz que, teoricamente, a nanotecnologia poderá substituir qualquer orgão de nosso corpo com uma eficácia milhares de vezes melhores que a “original”.
“Dentro de 25 anos poderemos fazer um mergulho de quatro horas sem ao menos precisarmos de oxigênio”
“A nanotecnologia será capaz de aumentar tanto nossas capacidades mentais que poderemos escrever um livro inteiro em apenas alguns minutos”
“Também poderemos entrar em um modo de realidade virtual nunca visto antes, onde os sinais de nosso cérebro será desligado e iremos para onde quisermos. O sexo virtual será algo banal.”
“No nosso dia a dia, figuras holográficas aparecerão em nossos cérebros para nos explicar o que está acontecendo.”
FONTE: http://haznos.org/2009/09/seremos-imortais-dentro-de-20-anos/
FONTE: http://www.telegraph.co.uk/science/science-news/6217676/Immortality-only-20-years-away-says-scientist.html

Existiram realmente gigantes



A Bíblia diz:

"Esses nefilins eram os valentes, os homens de renome, que houve na antigüidade." Gênesis 6.4

"Antes haviam habitado nela os emins, povo grande e numeroso, e alto como os anaquins; eles também são considerados refains como os anaquins; mas os moabitas lhes chamam emins." Deuteronômio 2.10-11

"Porque só Ogue, rei de Basã, ficou de resto dos refains; eis que o seu leito, um leito de ferro, não está porventura em Rabá dos amonitas? O seu comprimento é de nove côvados [4 metros], e de quatro côvados [1,78 metros] a sua largura, segundo o côvado em uso." Deutoronômio 3.11

"Também vimos ali os nefilins, isto é, os filhos de Anaque, que são descendentes dos nefilins; éramos aos nossos olhos como gafanhotos; e assim também éramos aos seus olhos." Números 13.33 A ciência confirma:

Há cerca de 5.500 anos, a estatura humana era muito elevada. Existiam homens na Mesopotâmia cuja estatura ultrapassava 4 metros. Os primeiros gigantes, chamados na Bíblia de Nefilins (enfilins no original hebraico que significa "caídos" ou "desertores") poderiam ser ainda mais altos.

Nos finais dos anos 50 durante a construção de uma estrada a sudeste de Homs, no Vale do Eufrates, sudeste da Turquia, região próxima de onde viveu Noé após o dilúvio, foram encontradas várias tumbas de gigantes. Elas tinham 4 metros de comprimento, e dentro de duas estavam ossos da coxa (fêmur humano) medindo cerca de 120 centímetros de comprimento. Calcula-se que esse humano tinha uma altura de aproximadamente 4 metros e pés de 53 centímetros. Um dos ossos (fotos abaixo) está sendo comercializado pelo Mt. Blanco Fossil Museum na cidade de Crosbyton, Texas, EUA, ao preço de 450 dólares.

foto no link

"Não foi deixado nem sequer um dos anaquins na terra dos filhos de Israel; somente ficaram alguns em Gaza, em Gate, e em Asdode." Josué 11.22

"Ora, o nome de Hebrom era outrora Quiriate-Arba, porque Arba era o maior homem entre os anaquins. E a terra repousou da guerra." Josué 14.15 Outros grupos de gigantes chamados de Anaquins e Refains (ou Emins) se instalaram na Palestina entre o Mar Morto e a faixa de Gaza. Os israelitas mataram todos os gigantes desta região sobrando apenas o rei Ogue (na região norte da atual Jordânia) e alguns que foram para a faixa de Gaza (região entre o Mar Mediterrâneo e a cidade de Gaza).

"Então saiu do arraial dos filisteus um campeão, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo [2,89 metros]." 1 Samuel 17.4

Golias é o gigante mais famoso da história. No entanto não chegava a 3 metros de altura.

Esta interessante pegada em granito sólido foi encontrada na reserva florestal de Cleveland, EUA em fevereiro de 2002.

no link

Gigantes de 24 dedos"Houve ainda outra guerra em Gate, onde havia um homem de grande estatura, que tinha vinte e quatro dedos, seis em cada mão e seis em cada pé, e que também era filho do gigante." 1 Crônicas 20.6

Pela narrativa, os israelitas se surpreenderam com esse gigante. Embora seja bastante curiosa, a anomalia dos 24 dedos é encontrada em humanos até hoje.

Em 1876 chegou em Londres um gigante fossilizado de 3,65 metros com 6 dedos no pé direito. Ele foi desenterrado por Mr. Dyer durante uma operação mineira em County Antrim, Irlanda. Em seguida foi levado para exposição em Dublin, Liverpool e Manchester. Numa edição de dezembro de 1895, a revista British Strand Magazine publicou uma foto do fóssil tirada no depósito de mercadorias da Broad Street da Companhia de Estrada de Ferro North-Western, sendo mais tarde reimpressa no livro Traces of the Elder Faiths of Ireland de W. G. Wood-Martin Gigantes Recentes

Um pouco menores do que o famoso Golias, o filisteu que desafiou o exército de Israel, os gigantes mais recentes registrados têm altura entre 2,50 e 2,80 metros. Nas fotos abaixo estão alguns dos mais famosos:

http://www.jiujitsutradicional.org.br/img/gigante5.jpg

O russo Machnov (1882-1905) visitando o Hipódromo de Londres

http://img145.imageshack.us/img145/5430/gigante07re5.jpg

Robert Wadlow (1918-1940) de 2,71 m usando um sapato tamanho 37 (EUA) ou 52 (Brasil)

ps: este último era tão grande que eu tive que reduzir para 70% o tamanho da tela, para conseguir pegar a imagem sem corte...realmente, não só a bíblia é surpreendentemente verdadeira, como a própria vida tambem pode ser muito curiosa, se procurarmos nos lugares certos...

Os psicopatas se divertem com o medo alheio?

Quando a maioria das pessoas pensa em assassinos como o "Maníaco do Parque" ou o "Bandido da Luz Vermelha", imagina pessoas que se sentem compelidas a infligir sofrimento a outros seres humanos, que apreciam causar e não sentem remorsos por suas ações. E, de maneira geral, essas caracterizações procedem completamente. Os assassinos seriais (e muitos outros tipos de criminosos violentos) são tipicamente considerados psicopatas, com traços agressivos e anti-sociais. Mas nem todos os psicopatas são violentos - alguns são "simplesmente" manipuladores, desonestos e incapazes de experimentar emoções profundas, e podem se integrar à sociedade com relativa facilidade. Um executivo de empresa cujas trapaças levem seus funcionários a perder o dinheiro economizado para suas aposentadorias e deixa seu posto sem demonstrar qualquer traço de arrependimento pode ser um psicopata. Psicopatas, violentos ou não, não dispõem de consciência, de um compasso moral. Não experimentam sentimentos de culpa pelos crimes e traições que cometem. Um recente estudo do cérebro de psicopatas conduzido pelo British Journal of Psychiatry pode nos esclarecer um pouco sobre o que acontece - ou não - nas cabeças dessas pessoas.

Os psiquiatras e pesquisadores sabem há anos que os psicopatas respondem de maneira diferente aos estímulos externos, e teorizaram que essa resposta anormal está enraizada no . A idéia é que os psicopatas processam informações de maneira diferenciada dos não-psicopatas, e numerosos estudos que empregam ressonância magnética funcional (fMRI) para visualizar a atividade cerebral sustentam essa interpretação. Em 2003, um estudo apresentado em uma conferência realizada no Reino Unido demonstrou que quando pessoas "normais" mentem, existe atividade ampliada no lobo frontal, que sugere uma experiência de culpa e desconforto; mas quando os psicopatas mentem, não existe intensificação da atividade cerebral. Um estudo anterior constatou que quando psicopatas vêem palavras com pesada carga emocional, como "estupro" ou "assassinato", as mudanças que ocorrem em sua atividade cerebral diferem completamente das mudanças que ocorrem nos cérebros de não psicopatas, diante das mesmas palavras. A atividade cerebral ampliada, nos psicopatas, nem mesmo ocorre no sistema límbico, o centro de processamento da linguagem.

Em 2006, um grupo de cientistas ingleses publicou os resultados de um estudo que pode oferecer informação adicional sobre a base biológica da psicopatia. Ao que parece, os psicopatas podem experimentar sinais de medo em outras pessoas de maneira que não é comparável àquela pela qual a maioria de nós o fazemos. De fato, eles talvez não sejam capazes dessa experiência.


AP Photo/Mark Foley
Ted Bundy, um psicopata americano executado em Janeiro de 1989 pelos bestiais homicídios de pelo menos 16 mulheres

O objetivo do estudo era testar a idéia de que os psicopatas não sentem empatia pelo que incomoda as outras pessoas - não são capazes de compreender, sentir ou reagir apropriadamente a isso -, porque não apreendem os sinais desse incômodo. O estudo em questão, por exemplo, testava as respostas de nove pessoas "normais" e de seis psicopatas criminosos a sinais faciais e vocais típicos de medo e tristeza. Todos os participantes estavam conectados a equipamentos de fMRI que mediam suas respostas neurológicas a estímulos. Nesse contexto, "resposta" tipicamente significa fluxo ampliado de sangue e/ou acionamento acelerado de neurônios, os portadores dos sinais cerebrais.

Os pesquisadores exibiam aos dois grupos de participantes dois conjuntos diferentes de imagens: um composto por rostos felizes ou neutros e outro por rostos temerosos ou neutros. As expressões neutras serviam para estabelecer o padrão de referência para a atividade cerebral.

Tipicamente, quando os não psicopatas viam um rosto feliz, as regiões fusiforme e extra-estriada do cérebro - principais responsáveis pelo processamento de imagens e expressões faciais - demonstravam ampliação de atividade, se comparadas à resposta exibida diante de rostos neutros. Os cérebros dos psicopatas também demonstravam atividade ampliada diante das expressões felizes, ainda que em grau inferior ao constatado entre os não psicopatas. No entanto, enquanto os participantes não psicopatas demonstravam alta semelhante na atividade cerebral diante dos rostos tristes, o mesmo não se aplicava aos psicopatas. De fato, diante de imagens de rostos tristes ou chorosos, as imagens dos cérebros dos psicopatas mostravam menos atividade neurológica do que era o caso diante de faces neutras.

Os pesquisadores concluíram que, entre os psicopatas, os percursos neurológicos que supostamente processam sinais de problemas e incômodos alheios ou não funcionam, ou funcionam de maneira completamente diferente da que vemos na população como um todo. Isso poderia explicar, ao menos em parte, porque os psicopatas não se identificam com o incômodo emocional que infligem às suas vítimas. As conclusões do estudo podem ser úteis para a compreensão de como a psicopatia funciona em nível neurológico, mas em artigo para a BBC News (em inglês), o pesquisador Nicola Gray, da Universidade de Cardiff, que estuda psicopatas, explica que "ainda estamos bem longe de descobrir o que se pode fazer a respeito".


religião

Para quem tem interesse em saber quais são as maiores religiões do mundo e onde se encontram seus seguidores, e os maiores santuários. Interessante!

As dez maiores religiões, as que mais agregam adeptos no Mundo, seus Santuários mais importantes e algumas curiosidades:

Cristianismo - com seus 2.106.962.000 de adeptos fica em primeiro lugar da lista.

Santuário de Nossa Senhora de Lourdes (Portugal) é um dos mais visitados no mundo, recebendo cerca de 6 milhões de peregrinos por ano.

Islão - com cerca de 1,1 bilhão a 1,3 bilhão de adeptos segue em segundo lugar.

Cidade de nascimento do profeta Maomé (fundador do Islã): Meca (local mais sagrado para os muçulmanos). Segundo o Alcorão, todo fiel deve visitá-la pelo menos uma vez na vida (se tiver condições para isso).

Hinduísmo - com seus 851.291.000 de adeptos vem um pouco atrás em terceiro lugar.

Angkor Wat, no Camboja, é considerado o maior complexo arquitetônico religioso do planeta com seus 2,1 km² de área, o equivalente a 300 campos de futebol.

Religiões Chinesas - com cerca de 402.065.000 de seguidores vem em seguida em quarto lugar.

Nesta categoria estão várias crenças, professadas principalmente na China, reunidas como cultos ancestrais, ética confucionista, xamanismo e elementos taoístas e budistas. Em Pequim há o Templo do Céu.

Budismo - com cerca de 375.440.000 de praticantes vem em quinto lugar.

O impressionante templo de Borobudur fica no meio de uma floresta em Java, ilha da Indonésia. A estrutura de 55 mil metros quadrados foi erguida em forma de pirâmide e possui 6 andares e 3 terraços circulares.

Sikhismo - com seus 24.989.000 de participantes vem bem mais atrás em sexto lugar. Religião indiana que mistura elementos do hinduísmo e islamismo, foi fundada em época de conflitos entre adeptos dessas religiões.

Judaísmo - com seus 14.990.000 de praticantes vem em sétimo.

O Muro das Lamentações, é a única estrutura remanescente do Templo de Herodes, construído por Salomão, filho do rei Davi, e destruído pelos romanos em 70 d.c..

Espiritismo - com 12.882.000 de adeptos vem em oitavo.

O Brasil apresenta o maior número de adeptos da religião. A maioria dos espíritas se diz cristão (por seguir os ensinamentos de Jesus) e há um debate sobre isso.

Fé Bahá'í - com seus 7.496.000 participantes vem em nono lugar.

Surgiu na antiga Pérsia, atual Irã, em 1844, e não possui dogmas, rituais, clero ou sacerdócio, baseando-se na crença pela unidade da humanidade, busca pela verdade e fim dos preconceitos. Seu fundador foi enterrado na Mansão de Bahjí, tornando o santuário um dos mais importante para os crentes dessa religião.

Confucionismo - com 6.447.000 adeptos fica em último lugar desta lista. Nesta categoria estão os confucionistas não chineses. Os praticantes chineses já foram considerados antes na lista.

fonte: http://www.wikipedia.org/

Seguidores

Follow by Email