User-agent*search curiosidades sobre os casamentos indianos - bruxas da luz curiosidades sobre os casamentos indianos - bruxas da luz

bruxas da luz

Custom Search

Pesquisar este blog

Carregando...

5.02.2009

curiosidades sobre os casamentos indianos

videoparte I

video

CASAMENTO NA INDIANa India, a maioria dos casamentos continuam sendo arranjados e o dote é uma regra geral. O casamento não é visto como uma atitude de dois indivíduos, mas uma ação em família, que compromete a reputação das pessoas envolvidas por gerações e deve ser muito bem planejado.

Um dos fatores que mais contribuem para a difícil situação da mulher é a exigência, por parte da família do noivo, de um dote que deve ser oferecido pela família da noiva, em dinheiro e que tem como objetivo "ajudar os recém-casados em sua nova vida". A explicação dada é que o dote é como se fosse uma compensação à família do noivo pelas despesas que tiveram para educá-lo e prepará-lo para sustentar a noiva e sua nova família pelo resto da vida.

Na verdade, muita gente vê o dote como algo prático, como uma verba que a mulher teria, como segurança, no caso de morte do marido, por exemplo. Claro que na maioria das vezes, a mulher nunca vai ter nenhum acesso a esse dinheiro.

O dote acaba pesando muito e até desestruturando financeiramente uma família. Sendo assim, ter filhas meninas é visto como um problema e o motivo da plaquinha nas clínicas de ultrassonografia e aborto clandestino que dizem: "pague 500 rupias (moeda indiana) agora e economize 50.000 no futuro".

O dote é uma prática de todas as classes sociais e, nas famílias mais ricas, além de aumentar muito o valor do dote, os custos para a realização de um casamento, sempre super luxuoso também é enorme e responsabilidade da família da noiva.

Apesar de amplamente praticado, o dote é ilegal e seu recebimento torna o noivo passível de prisão.

Claro que o dote não é a causa de tudo. Na India, a sociedade é patriarcal e oprime a mulher desde seu nascimento, explora sua força de trabalho, ignora os inúmeros casos de estupro e violência doméstica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Follow by Email

c